Buscar
  • Roberto Maxwell

Japão de norte a sul de trem e por menos de 110 dólares


Quem vem do exterior pode e deve comprar o JR Rail Pass para viajar pelo Japão. Mas, apesar de ser muito vantajoso, o passe pode ser caro demais para quem está viajando no modo econômico. A versão mais barata, para 7 dias consecutivos, custa por volta de 300 dólares americanos. (Saiba mais sobre o JR Pass aqui.)

Só que existe um passe sazonal que dá acesso a todas as linhas de trem locais da JR por cinco dias não consecutivos e custa pouco mais de 100 dólares. É o Seishun 18 Kippu (青春18きっぷ, lê-se 'seishun juu-rachi quippu'). Apesar do passe ser válido somente nas linhas de trem convencionais das empresas JR, é possível atravessar praticamente todo o país com ele. Claro que é preciso paciência. Alguns trens param em todas as estações de uma linha. Mas não deixa de ser uma oportunidade super interessante de conhecer o Japão e até, quem sabe, trocar uma ideia com os locais. Vamos conhecer melhor este tíquete.

O que é o Seishun 18 Kippu?

É um tíquete especial sazonal da JR (Japan Railways, o maior conglomerado de transporte público do Japão). Seishun quer dizer 'jovem' e '18' (juu-hachi) é uma referência a '18 anos'. Apesar do nome, o tíquete não tem limitação por faixa etária. Em outras palavras: qualquer um pode usar.

Sazonal? Quando pode ser comprado? Quando pode ser usado?

As temporadas de uso do Seishun 18 Kippu coincidem com as férias escolares do Japão. Veja as datas para as próximas temporadas de 2017.

Inverno

venda: 1° a 31 de dezembro

uso: 10 de dezembro a 10 de janeiro de 2018

Verão

venda: 1° de julho a 31 de agosto

uso: 20 de julho a 10 de setembro

Primavera

venda: 20 de fevereiro a 31 de março

uso: 1° de março a 10 de abril

Como funciona?

O Seishun 18 Kippu pode ser usado 5 vezes em quaisquer trens locais (ing: local; jap: futsu/普通) e rápidos (ing: rapid, special rapid; jap: kaisoku, tokubetsu kaisoku/快速, 特別快速) da empresas JR em todo o Japão. O tíquete não pode ser usado em trens expressos (ing: express; jap: tokkyu/ 特急), em assentos reservados e em trens-bala Shinkansen. Além disso, o passe pode ser usado no BRT da região de Tohoku e nas barcas da JR de Miyajima.

Na primeira vez que o passageiro entra na estação no dia de uso, o tíquete é carimbado. A partir daí, é possível usar os trens o dia inteiro, entrando e saindo da estação quantas vezes quiser até o final do dia. Também é possível viajar em grupo com o mesmo tíquete. Neste caso, cada pessoa equivalerá a um carimbo no tíquete.

Quanto custa? Onde compro?

O tíquete custa 11850 ienes, algo em torno de 107 dólares (em 3 de setembro de 2017). Note que o tíquete só vale a pena se cada 'perna' da sua viagem custar mais de 2370 ienes, ou seja, ¥11850 (o valor total do bilhete) dividido por 5, o número de viagens permitidas.

Como planejo a viagem?

Agora, vem a parte mais divertida que é traçar a rota. Como os trens são bem pontuais por aqui, existem diversos aplicativos e sites através dos quais você pode traçar rotas para a sua viagem. O mais popular é o Hyperdia.

Passo a passo do Hyperdia

1. Acesse 'www.hyperdia.com'.

2. Procure por Timetable and Route Search.

3. Nesta caixa, selecione a aba English. (Não tem português... Snif!)

4. Escreva em from a estação de origem e em to a estação de destino.

5. Escolha o date (data) e o time (horário). Na linha seguinte, type, selecione departure (saída), arrival (chegada) ou average (média). Este último é para você ter uma ideia de quanto tempo leva a viagem.

6. Clique em more options na parte de baixo da caixa.

7. As opções via são para você determinar estações nas quais deseja passar. Se houver, preencha. Mas, se não houver, ignore.

8. Em order você pode escolher classificar as rotas por time (duração da viagem), transfer (quantidade de baldeações) e money (custo da viagem). Como o tíquete já foi pago, no nosso caso, a opção money não afeta em nada.

9. Em max routes você pode escolher até quantas rotas quer ver.

10. Já vehicule type se refere ao tipo de transporte que vai ser usado. Aqui, desmarque todas as opções exceto local train e Japan Railway (JR).

11. Clique search.

DICAS IMPORTANTES

Cuidado!​

O tempo para algumas baldeações é muito curto, 2 ou 3 minutos. Para quem não está acostumado a andar de trem, pode ser um problema. A dica aqui é anotar no roteiro quais baldeações são curtas e ficar de olho. Em geral, tem muita gente viajando com o Seishun 18 Kippu e quase sempre está todo mundo indo na mesma direção. Se bater insegurança, não hesite em pedir ajuda aos locais.

Atenção!

Apesar da marca JR estar presente em praticamente todo o território japonês, algumas regiões não são atendidas pelas empresas do conglomerado. Tem casos em que você vai precisar pegar uma outra linha no meio do caminho, em uma das baldeações. São poucos as vezes em que isso ocorre e a estação da transferência costuma ser bem sinalizada. Basta pagar o valor daquele trecho, embarcar no trem da outra empresa e seguir viagem. Em certas e raras partes do trajeto, o trem da JR perpassa a linha de uma outra empresa. São em regiões em que a cobrança da passagem é feita dentro do trem. Neste caso, o cobrador vai conferir o seu bilhete e cobrar a diferença.

Aproveite!

Em outros casos, o tempo entre uma baldeação e outra pode ser longo. Se você sentir que é possível, saia da estação e dê um rolê pelo entorno. Em alguns lugares, o passeio vale a pena. No trajeto entre Nagoya e Tottori, por exemplo, uma das baldeações é feita na estação Kinosaki-onsen. A espera de 55 minutos foi o suficiente para dar uma relaxada num ashiyu (banho de águas termais para o pé) e ainda provar um sushi de caranguejo fresquinho. A localidade era uma estância de águas termais e, também, uma vila de pescadores. Não é uma delícia?

Agora, é só embarcar! Boa viagem!

#transporte #barato #vídeo #rotas

101 visualizações
© 2017 por Tabiji/Roberto Maxwell. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por