© 2017 por Tabiji/Roberto Maxwell. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por

03/06/2018

Please reload

Posts Recentes

O fim da linha

03/06/2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Tabe+: Restaurante peruano brilha em Tóquio

19/11/2017

 

“Me dá uma razão para comer comida peruana no Japão!”, já me disseram. Eu daria várias já que a relativamente grande população de imigrantes peruanos por aqui traz consigo a chance de boas experiências gastronômicas. Mas, se é para dar uma só razão, ela seria o Bepocah. Vivendo uma fase de reconhecimento internacional, a culinária peruana chegou ao Japão com os imigrantes mas só ganhou relevância no cenário agitado da gastronomia toquiota graças a este restaurante localizado numa área menos movimentada do bairro mais pop de Tóquio, Harajuku.

 

A cor amarela forte não é comum em construções japonesas e chama atenção a qualquer hora do dia. No entanto, o que se vê dentro do restaurante é o oposto. Nos dois andares da casa, as paredes de cor vermelha não se destacam na iluminação delicada e agradável. Os assentos são sóbrios e elegantes e esse tom alcança os pratos.

 

Em inúmeras declarações na mídia japonesa, o Bepocah se posiciona como um restaurante de culinária peruana autêntica e contemporânea. Ainda assim, a casa não se esquece das contribuições dos nipo-peruanos à tradicional culinária do país. Como no que pode ser considerado o prato-assinatura da casa, o ‘Cebiche Nikkei de Maguro Chutoro’.

 

O ceviche é um prato tradicional da cozinha peruana, pensado pelos mochicas, incrementado pelos incas e aperfeiçoado com a chegada do limão, trazido pelos colonizadores espanhóis. Se os peruanos preferem peixes brancos, a versão nikkei pode levar frutos do mar diferentes. No Bepocah, a receita ganha em sabor com o chutoro, a parte de gordura média do atum. A pimenta rocoto traz a puxada peruana para o prato cuja leche de tigre ganha uma cor forte com a presença do shoyu.

 

Simplesmente, delicioso. O balanço entre a acidez da marinada e a gordura do peixe deixa um equilíbrio que eu, particularmente, não encontro na receita tradicional de ceviche.

 

Dentre os ‘platos calientes’, mais uma vez priorizamos um ingrediente com sabor japonês. Pedimos o tradicional seco de res, uma espécie de ensopado de carne. No Bépocah, entra em cena o kuroge wagyu (lê-se ‘kuroguê uaguíu’), a carne super marmorizada japonesa, sobre a qual nós já falamos por aqui (https://goo.gl/osq6Jp). A gordura da carne não só ajuda na maciez do prato como, também, traz um sabor inconfundível, que dialoga muito bem com a tradição peruana.

 

Além das comidas, não deixe de dar atenção ao menu de bebidas. Em especial, porque a carta traz uma série de coquetéis com o pisco, uma aguardente de uva tradicional do Peru.

 

Voltando ao começo, sobre uma razão para comer comida peruana no Japão, me permito soltar outra. As tradições podem ser locais mas o mundo de hoje é global. Sim, não há dúvidas que comer a comida japonesa no Japão é uma experiência única, do mesmo modo que comer comida peruana no Peru. Porém, onde mais alguém pode provar comida peruana com ingredientes japoneses de altíssimo nível? Se for em Tóquio, provavelmente, só no Bepocah.

 

Confira mais fotos dos pratos do restaurante no vídeo.

 

 

 

localização: goo.gl/maps/xF5J5xnMehn
site: www.bepocah.com/en/index.html

 

Quer mais dicas de restaurantes em Tóquio? Acompanhe a página Tabe+ no Facebook e no Instagram:

www.facebook.com/tabemaisguide/
www.instagram.com/tabemais/

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags