© 2017 por Tabiji/Roberto Maxwell. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por

03/06/2018

Please reload

Posts Recentes

O fim da linha

03/06/2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Cinco lugares para ver a floração das cerejeiras em Tóquio

25/03/2018

 

Chegou a época do ano mais significativa para os japoneses, a primavera. No Japão, a estação das flores representa o fim de um ciclo e, claro, o início de outro. Nas duas últimas semanas de março são realizadas as formaturas dos alunos de ensino médio e superior. Com o mês, acaba, também, o ano fiscal.

 

Abril marca o início dos novos anos letivo e fiscal e a estreia dos recém-formados no mercado de trabalho. Por causa do novo colégio, faculdade ou trabalho, inúmeras pessoas saem de sua terra natal e passam a morar sozinhas ou dividir apartamento em uma nova cidade. No meio de tantas mudanças, acontece o momento que, arrisco dizer, é o mais importante do ano para os japoneses: o hanami.

 

Mas, afinal, o que é o hanami?

 

Hanami é o costume tradicional de contemplar a beleza das flores, em especial das sakura, as flores de cerejeira, tanto à luz do dia quanto à noite. A palavra é formada por dois caracteres (hana, ou seja, flor; leia com o 'h' fazendo o som de 'r') e  (mi, ver). O costume data da época dos samurais e continua sendo praticado até hoje.

 

No Japão atual, o hanami pode ser simplesmente contemplar a florada das cerejeiras ou, ainda, reunir os amigos para uma espécie de piquenique sob a sombra das árvores floridas que muitas vezes acaba virando uma festa/banquete ao ar livre. Não é à toa que os japoneses dizem que o lema do hanami dos dias de hoje é hana yori dango. Isso quer dizer que a comilança ficou mais importante que as flores.

 

Mas toda a empolgação dura pouco: a flores vão caindo até desaparecer num curto período entre uma e duas semanas. Essa efemeridade é uma das simbologias que tornam a época da floração das cerejeiras tão especial para os japoneses.

 

Se você vai estar no Japão na época das sakura, vai aí uma lista com cinco locais imperdíveis para curtir  todo o esplendor das flores de cerejeira. Alguns desses locais são super conhecidos, outros bem alternativos. Um deles é quase secreto. Confira!

 

O Popular

Parque de Ueno e a 'nuvem de flores'

Horário: 5:00 - 23:00

Iluminação especial de hanami: 21/3 até 8/4, das 17:00 às 20:00

localização

foto: DozoDomo

 

É o mais famoso e disputado lugar para a prática do hanami em Tóquio. Desde o Período do Edo (1603 - 1808), os japoneses procuram o Parque de Ueno para observar as flores. Na época da florada, o local se torna um festival de lonas azuis, estendidas para piqueniques e festas regadas a muita bebida, além das apresentações musicais e artísticas — muitas delas involuntárias — feitas pelos próprios frequentadores. O parque possui mais de mil cerejeiras, que inspiraram o poeta Matsuo Bashō a escrever um famoso haikai :

 

“Nuvem de flores.

O sino vem de Ueno?

Ou Asakusa?”

 

 

O Bucólico-midiático

Sakurazaka - A Ladeira das Cerejeiras

localização

 

foto: Aimaimyi

 

O local ficou famoso por ter sido cenário de Mirai Nikki (algo como 'o diário do futuro'), uma espécie de experimento de dramaturgia que fazia parte do extinto programa de variedades Unnan no Hontoko!. O quadro tinha dois atores desconhecidos do público que eram colocados em situações roteirizadas por personalidades da TV. Sakurazaka significa 'Ladeira das Cerejeiras' e também é o nome da canção composta pelo cantor e ator Masaharu Fukuyama, que morava perto do local antes da fama. A ladeira e suas flores de cerejeiras inspirou Fukuyama a compor uma canção que fez parte da trilha sonora do Mirai Nikki  e se tornou um dos maiores hits dos anos 2000 no Japão. O local é um dos pontos de observação das cerejeiras preferidos de quem quer fugir um pouco do tumulto.

 

 

O Gourmet

Canal Cafe - cerejeiras na beira do rio

Horário: 11:30-23:00 (dias úteis), 11:30-21:30 (fim de semana e feriados)

fechado na 1ª e na 3ª segundas-feira do mês

localização

foto: Eric Delattre

 

 

O local é um restaurante e café aberto em 1918 pelo Tokyo Suijo Club, o clube de barcos mais antigo da capital japonesa. Especializado em cozinha italiana, possui um pequeno convés sobre o Rio Kanda. No Canal Cafe, é possível saborear uma pizza, tomar um café ou mesmo fazer um churrasco no estilo japonês. Tudo isso sob as cerejeiras que ficam na margem do rio, tornando o local um dos restaurantes mais disputados na primavera.

 

 

O Escondido

Jardins do Hotel Chinzanso Tokyo - hanami secreto

Horário: 8:00 - 23:00

Entrada franca

localização

foto: Guilhem Vellut 

 

Este hotel é um oásis de calmaria no meio de uma das regiões mais movimentadas da metrópole. Foi construído em um lugar conhecido no Período Edo como Tsubakiyama (algo como 'montanha das camélias'). O poeta Matsuo Bashō (olha ele de novo!) tinha uma casa ali, com vista para a montanha. O jardim conta com 120 pés de cerejeiras, de 20 tipos diferentes e é um dos locais em Tóquio onde a florada se inicia mais cedo. O local também tem uma bela iluminação noturna e é um dos pontos mais procurados por casais em Tóquio.

 

 

O Hipster

Rio Meguro - flores e champagne em desfile 

localização

 foto: Atsushi Nishio

 

O Rio Meguro corta os municípios de Setagaya e Meguro e as cerejeiras margeiam o rio por quatro quilômetros. Na área próxima à estação de Nakameguro, os visitantes costumam apreciar as flores com uma boa tacinha de champagne e outras bebidas rosé. Descoladérrimo! Restaurantes e food trucks também oferecem petiscos que podem ser saboreados entre um clique e outro das cerejeiras que ficam exuberantes. No local, ainda ficam galerias de arte e lojas de roupas, acessórios e livros. É, sem dúvida, o hanami mais hipster da capital japonesa.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload